Educação, Santo Tirso

Os primeiros “magalhães” já chegaram a 144 alunos de Santo Tirso

A Escola Básica do 1º Ciclo da Lage, Freguesia de Vilarinho, Concelho de Santo Tirso, foi ontem uma das primeiras 16 escolas do país a receber os já célebres “Magalhães”. Ao todo foram entregues aos alunos desta escola de Santo Tirso, 144 destes computadores portáteis.

Tratando-se de uma iniciativa levada a cabo pelo actual Governo – no âmbito do programa “e.escolinha” através do qual vão ser entregues 500 000 computadores a todos os alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico – marcou presença em Santo Tirso, o Secretário de Estado Adjunto e da Educação, Jorge Pedreira, que, acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Castro Fernandes, e por vários representantes da DREN, autarcas, pais e professores procedeu à entrega dos portáteis.

O “Magalhães” – assim denominado em honra do navegador português Fernão Magalhães – é um computador portátil desenhado para crianças dos 6 aos 10 anos, será gratuito para os alunos inscritos no primeiro escalão da acção social escolar (A) e custará 20 euros para as crianças do segundo escalão (B). Os restantes alunos pagarão 50 euros. Estes preços só são possíveis por se tratar de um programa que não é suportado por dinheiros públicos, mas pelos operadores de telecomunicações, através de um fundo que está previsto desde que foram autorizadas as licenças para os telemóveis de terceira geração.

O “Magalhães” permite o acesso à Internet, tem uma autonomia de seis horas e é resistente ao choque e aos líquidos. Tem dois sistemas operativos diferentes – Microsoft Windows e Linux -, que incluem vários programas educativos e mecanismos de segurança, permitindo aos pais maior controlo sobre o equipamento.

Nos próximos dias chegarão às restantes escolas os formulários a preencher pelos pais e/ou encarregados de educação, cabendo a cada escola organizar o registo dos pedidos turma a turma e agendar com os operadores a entrega dos computadores. Será dada prioridade às escolas onde a banda larga já existe em todas as salas de aula. 

Para o Secretário de Estado da Educação, Jorge Pedreira, “este projecto do Governo” integrado no “plano tecnológico da educação” visa colmatar “uma certa falta de atenção às escolas do 1º ciclo” através da implementação de “uma outra forma de ensinar e aprender.” Para o Governante, todavia, “este projecto só terá êxito” se os “professores a tomarem como sua” porque só assim, será possível “obter melhores resultados”. Jorge Pedreira não se esqueceu de lembrar o “apoio das Autarquias”, sem o qual “não era possível, por exemplo, a criação de 130 novos centros escolares” e concluiu, congratulando-se com o facto de a Câmara Municipal de Santo Tirso “ter feito da Educação uma das suas prioridades” e isso vê-se no “bom parque escolar que gere”. 

Agradecendo ao Governo o facto de ter recaído “numa das bonitas escolas do concelho” esta “entrega de computadores”, Castro Fernandes, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, não deixou de considerar “este projecto governamental de excelente” já que, segundo ele, vai fornecer às crianças “novas ferramentas” que, devidamente utilizadas serão “uma ajuda vital” nos seus processos de aprendizagem. O Autarca de Santo Tirso dirigiu-se depois para os pais presentes, dizendo “que é preciso dar à perna” sob pena de “perdermos o comboio do futuro”, numa alusão clara aos “1200 novos postos de trabalho a serem criados pela PT em Santo Tirso”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo