Economia, Oliveira de Azeméis

Luís Onofre abre em Março loja na Madeira – Oliveira de Azeméis

O estilista Luís Onofre, que hoje conquistou na feira de calçado MICAM (Milão) o prémio GAPI na categoria “Prestígio”, vai abrir em Março de 2009 uma loja na Madeira, mercado para onde vende “bastante”.

Atribuídos pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e pelo Centro Tecnológico do Calçado de Portugal (CTCP), os “Prémios Inovação na Fileira do Calçado” (GAPI) premeiam, em várias categorias, as empresas portuguesas que mais se distinguem no desenvolvimento de calçado de elevado valor acrescentado e que utilizam matérias-primas inovadoras.

Luís Onofre – que tem em Espanha o seu principal mercado, mas exporta também para a Grécia, Rússia, Polónia, Ucrânia, Azerbeijão, Austrália, Nova Zelândia e Angola – teve já uma loja da sua marca própria em Veneza, mas o projecto “correu mal”, disse aos jornalistas durante a maior feira de calçado do mundo.

O empresário investiu recentemente 350 mil euros numa nova fábrica em Oliveira de Azeméis e manifestou-se confiante num aumento da produção da empresa, apesar de a conjuntura económica não estar “famosa”.

“Acho que vou conseguir aumentar a produção para responder a mercados como Itália e Rússia, onde estávamos a meio gás por falta de capacidade produtiva”, disse, destacando que o investimento feio em novas máquinas e tecnologia permitirá elevar de 150 para mais de 200 o número de pares produzidos diariamente.

Na nova fábrica passam também a estar reunidos, num mesmo espaço, a produção, o “show room” e o armazém de matéria-prima, tendo ainda o número de trabalhadores da unidade sofrido um ligeiro aumento para cerca de 50.

Com uma facturação anual de 2,5 milhões de euros, a fábrica de Luís Onofre produz sapatos, malas e acessórios de senhora e, residualmente, sapatos de homem (segmento que representa apenas 5 por cento da produção).

Cada par de sapatos Luís Onofre sai de fábrica a um preço médio de 250/300 euros, chegando ao cliente final a um valor duas vezes e meia superior.

Apesar da recessão do mercado espanhol, a marca portuguesa está “em força” naquele país, canalizando para este destino 25 por cento das suas exportações.

Segundo o estilista, para além da marca própria Luís Onofre, a sua empresa tem, actualmente, como único outro projecto o desenvolvimento de uma colecção para a nova linha da H&M, designada “Cos”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo