Cultura, Póvoa de Varzim

É-Aqui-in-Ócio promete mostra de teatro de qualidade e diversificada – P. Varzim

É-Aqui-in-Ócio. Um jogo de palavras que dá nome ao Festival Internacional de Teatro, hoje apresentado em conferência de imprensa, e que decorre em vários palcos da Póvoa de Varzim entre 22 de Setembro e 4 de Outubro.
Depois da edição 0, experimental, que decorreu em 2007, o Varazim Teatro volta a apostar neste Festival Internacional, com o apoio da Câmara Municipal. Para Luís Diamantino, Vereador do Pelouro da Cultura, trata-se de “criar mais raízes num evento cultural da Póvoa de Varzim” que já no ano passado “atraiu diversos públicos”. O Vereador não deixou de assinalar o esforço desenvolvido pelo Varazim Teatro que, fruto de um protocolo estabelecido com a Câmara, é responsável pela Temporada Teatral onde “o interesse comum é criar um público assíduo que esteja presente nas peças. Este objectivo foi conseguido e por isso o Varazim Teatro entendeu que era necessário dar um salto que marcasse o teatro na Póvoa de Varzim”. Assim surgiu o É-Aqui-in-Ócio – Festival Internacional de Teatro que decorre entre o Equinócio de Outono e a abertura da Temporada Teatral, que se inicia em Outubro. O Vereador aproveitou ainda a ocasião para anunciar que, para breve, o município vai passar a contar com uma nova sala de espectáculos. Isto porque está agendada para a próxima reunião de Câmara, a decorrer já no dia 15, a adjudicação das obras de recuperação do Cine-Teatro Garrett.

“Depois da experiência do ano passado houve algumas reflexões”, explicou Eduardo Faria, Presidente da Associação Cultural Varazim Teatro. “O teatro é uma actividade cara, há pessoas que têm dificuldades em pagar um bilhete para assistir a uma peça e por isso este ano temos vários espectáculos de acesso livre, em locais públicos, e espectáculos de sala de entrada gratuita.” Para além da aposta em espectáculos de qualidade e na manutenção, à custa de “muita engenharia financeira e apoios”, de actividades como a edição da publicação Sub-Texto e uma exposição, desta feita sobre cartazes do Teatro Português, o Festival decorre com uma temática – “Do Movimento ao Gesto”. Uma novidade que, como explicou Eduardo Faria, surgiu porque “achamos necessário que as iniciativas tenham um caminho a percorrer, uma identidade própria”.
A falta de apoios para organizar este tipo de iniciativas levou a que o Varazim Teatro tratasse de “fazer acontecer o impossível. E apesar das dificuldades, é quase garantido que para o ano voltaremos a fazer um festival. Aqui, a nossa teimosia é uma virtude”. Assim, este ano a aposta passou por “espectáculos mais intimistas mas que mantêm a qualidade dos espectáculos do ano passado”.
O É-aqui-in-ócio decorre entre 22 de Setembro e 4 de Outubro, em vários espaços da cidade como o Auditório Municipal, o Diana Bar, o Auditório da Lota, a sede do Varazim e ruas da cidade. No total, vão estar presentes 12 companhias teatrais, de Portugal e Espanha, que vão apresentar 14 espectáculos. “Um Festival para todos os públicos” é o lema do É-Aqui-in-Ócio, que procura apresentar uma mostra de teatro heterogénea e equilibrada, passando por diversas áreas e correntes. 
Os bilhetes para os espectáculos sem entrada livre vão estar à venda no Posto de Turismo, na Biblioteca Municipal, no Auditório Municipal e no Diana Bar por 8€ para o público em geral e por 6€ para os sócios do Varazim Teatro.
Pode encontrar mais informações sobre o É-Aqui-in-Ócio – I Festival Internacional de Teatro na Póvoa de Varzim no portal municipal.

Artigo AnteriorPróximo Artigo