Santo Tirso, Sociedade

Câmara municipal e “hospital privado de Santo Tirso SA” assinaram protocolo

Entre a Câmara Municipal de Santo Tirso e a sociedade “Hospital Privado de Santo Tirso, S.A.” acaba de ser assinado um protocolo de colaboração com vista à construção do novo Hospital Privado de Santo Tirso. No protocolo hoje assinado ficaram definidas as condições genéricas deste novo investimento a implantar no centro da cidade de Santo Tirso.

 

NOVO HOSPITAL PRIVADO – “O UPGRADE NOS SERVIÇOS DE SAÚDE DO CONCELHO”

Para o presidente do Conselho de Administração da sociedade “Hospital Privado de Santo Tirso SA”, José Vila Nova, a nova unidade de saúde privada “nasceu da conjugação de esforços de vários colegas (médicos)” e só teve “pernas para andar” graças ao “empenhamento institucional e pessoal do sr. Presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso” para quem “este investimento sempre representou mais um importante contributo para melhorar o nível de qualidade de vida dos munícipes” e para o qual “vai o nosso primeiro agradecimento”. Sobre a nova Unidade Privada de Saúde de Santo Tirso, o médico José Vila Nova foi claro ao dizer que a mesma visa “reforçar o bem-estar das pessoas de Santo Tirso, complementando os serviços de saúde que já são oferecidos no concelho”. “Porque estamos num tempo em que as necessidades crescem exponencialmente”, a nova Unidade de Saúde deve ser vista como “um contributo da Medicina” e que vai constituir um “verdadeiro «upgrade» nos serviços de saúde do Concelho de Santo Tirso”, concluiu.

 

NOVO HOSPITAL PRIVADO – “MAIS UM IMPORTANTE INVESTIMENTO PARA O CONCELHO E COM LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA”

Coube depois ao presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Castro Fernandes, fazer um pequeno historial deste novo investimento para Santo Tirso que, segundo ele, “começou no Verão de 2007” quando, pela primeira vez, lhe apresentaram “o projecto da construção de um hospital privado em Santo Tirso”. Depois de considerar que cabe às Autarquias a “adopção de políticas sociais” que passam pela “existência de equipamentos e infra-estruturas de apoio” à sua plena implementação, Castro Fernandes não teve dúvidas em desenvolver “todas as diligências” e ter estabelecido “colaborações aos mais diversos níveis” para assegurar “a potenciação e a excelência das soluções encontradas” sempre na “óptica do interesse público”. E por isso, adiantou, “é que resolvemos vender o terreno” por um preço que é bom “para o município” mas também o é “para aqueles que investem” na prossecução de políticas públicas de inquestionável vantagem para o bem comum. Para Castro Fernandes, a Câmara Municipal de Santo Tirso “mais uma vez, não se quis demitir das suas funções sociais e económicas”, tendo colocado “os interesses do município acima de todos os outros”. Por isso, referiu “votamos favoravelmente – ao contrário de outros que se abstiveram – a construção desta unidade privada de saúde com características de excelência, equipada com a mais recente e sofisticada tecnologia médica e, sobretudo, em local estratégico porque está no centro da cidade e é servida por acessos fáceis”.

CÂMARA VENDE TERRENO POR 800 MIL EUROS

Pelo protocolo hoje assinado, ficamos a saber, que, no essencial, a Câmara Municipal de Santo Tirso vende à sociedade anónima “Hospital Privado de Santo Tirso, SA” – constituída por sete sócios, quase todos técnicos de saúde do concelho – um terreno sito na Rua Nova da Telheira, em Santo Tirso, pelo montante de 800 mil euros.

 

CONCLUSÃO DO NOVO HOSPITAL PRIVADO EM 2010

Se tudo correr como se espera, o novo Hospital Privado de Santo Tirso estará pronto a funcionar em 2010, terá uma área de implantação de 1 868 m2, um parque de estacionamento com cerca de 250 lugares e implicará um investimento de aproximadamente 20 milhões de euros. Serão criados mais de 200 postos de trabalho directos.

 

AS PRINCIPAIS VALÊNCIAS DO NOVO HOSPITAL

A nova Unidade Privada de Saúde de Santo Tirso terá as seguintes valências: Serviço de Atendimento Permanente; Serviço de Imageologia; Serviço de Medicina Física e Reabilitação; Consultas Externas; Bloco Operatório; Meios de Diagnóstico e Terapêutica; Hospital de Dia; Residência Sénior e uma pequena área comercial.

Artigo AnteriorPróximo Artigo