Desporto, Vale de Cambra

Pequim2008/Boccia – “Não há palavras para descrever o que sinto” – João Paulo Fernandes – Vale de Cambra

As cores de Portugal dominaram hoje o pódio do torneio individual de boccia BC1 dos Jogos Paralímpicos Pequim2008, através dos atletas João Paulo Fernandes (ouro) e António Marques (prata), repetindo uma imagem vivida há oito anos em Sydney (Austrália).

Num jogo entre amigos, João Paulo Fernandes revalidou o ouro conseguido em Atenas (Grécia). António Marques ficou com a prata, que tem um sabor especial por ser o primeiro título individual da sua carreira, que soma já seis participações em Jogos Paralímpicos.

Ao som de “A Portuguesa”, as duas bandeiras nacionais subiram ao alto do Fencing Hall, ao lado da irlandesa, representada por Gabriel Shelly, o “dono” da medalha de bronze.

A imagem de duas bandeiras portuguesas a subirem em representação dos campeão e vice-campeão só tinha sido vista uma única vez em Jogos Paralímpicos, quando, em Sydney, José Macedo venceu Armando Costa na final do torneio de boccia BC2.

Depois da entrega das medalhas, deu-se a festa dos campeões, com João Paulo Fernandes e António Marques a serem recebidos pelos outros elementos da equipa portuguesa de boccia.

De medalhas ao peito, os heróis do dia foram depois retirados das cadeiras de rodas e “atirados ao ar”, entre gritos de “campeões”.

Visivelmente felizes, os dois atletas “exibiram” as medalhas e disponibilizaram-se deram entrevistas e fotografias.

Estas imagens podem repetir-se nas provas de pares e equipas, nas quais Portugal ocupa os lugares cimeiros do “ranking”.

No final da prova, e depois de ter repetido Atenas2004, o atleta de Vale de Cambra afirmou: “Hoje alcancei o meu objectivo. Aqui, cada jogo foi uma batalha, mas consegui. Não há palavras para descrever o que sinto”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo