Desporto, Póvoa de Varzim

1º Raid Costa de Portugal em Paramotores prossegue viagem após paragem na Póvoa de Varzim

Apesar das contrariedades provocadas pelo vento na passada sexta-feira, que impediram a chegada à Póvoa de Varzim conforme previsto, o 1º Raid Costa de Portugal em Paramotores prossegue viagem pelo litoral do nosso país. Foi no sábado, pelas 9h00, que cerca de 25 pilotos levantaram voo junto ao futuro Parque da Cidade da Póvoa rumo a Vila Nova de Gaia, dando assim continuidade ao percurso iniciado dia 8, em Caminha. Hoje, os paramotores irão aterrar na Figueira da Foz, percorrendo até dia 17 as cidades da Marinha Grande, Sintra, Odemira, Faro, Lagos e Silves onde termina o raid.
A maioria dos pilotos que participa nesta iniciativa pertence à Associação de Pilotos de Paramotor, uma das vertentes da Associação Cultural de Amorim, que há nove anos se dedica à modalidade do pára-quedismo, tendo como impulsionadores Manuel Gonçalves e o seu filho Raul Gonçalves e um experimente instrutor de voo, Fonseca, que dirige perto de 60 alunos. Entre os mais experientes, cerca de 25 aceitaram o desafio lançado pela beadj e estão a concretizar o 1º Raid Costa de Portugal em Paramotor.
Nas cidades que acolhem o raid decorrem diversas actividades de animação desde artes circenses, insufláveis para crianças, actividades fitness, workshops de DJ e de Graffiti e, para os mais radicais, voos cativos em balão de ar quente.
Para além da componente lúdica, o evento contribui para causas sociais, sendo que parte das receitas angariadas irão reverter a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro, alertando para a resolução de problemas graves.

Artigo AnteriorPróximo Artigo