Desporto, Póvoa de Varzim

Vento trai primeira etapa do Raid Costa de Portugal em Paramotores – P. Varzim

A conclusão da primeira etapa do 1º Raid Costa de Portugal em Paramotores não correu de acordo com o previsto devido ao forte vento que se faz sentir no litoral norte da costa portuguesa. A chegada à Póvoa de Varzim, prevista entre as 13h00 e as 15h00, não se realizou apesar da boa vontade dos pilotos. No entanto, a Associação de Pilotos de Paramotor, com sede em Amorim e à qual pertence a maioria dos pilotos que participa neste raid, promete um espectáculo no céu poveiro ao final da tarde de hoje, com partida próximo do futuro Parque da Cidade e aterragem junto à Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição.
Amanhã, a partir das 9h00, haverá novo espectáculo nos ares seguido da partida rumo a Vila Nova de Gaia.
No âmbito do evento está a decorrer, hoje e amanhã até às 19h00, um programa paralelo de animação, junto ao Casino da Póvoa, com artes circenses, insufláveis para crianças, actividades fitness, workshops de DJ e de Graffiti.
O 1º Raid Paramotor Costa de Portugal teve início hoje, em Caminha e termina a 17 de Agosto, numa prova que irá passar por diferentes cidades do litoral português de norte a sul do país. São elas: Caminha, Póvoa de Varzim, Vila Nova de Gaia, Aveiro, Figueira da Foz, Marinha Grande, Sintra, Santiago Cacém, Odemira, Sines, Faro, Lagos e Silves.
O 1º Raid Costa de Portugal em Paramotores insere-se numa lógica de pioneirismo e procura da excelência no âmbito específico das actividades ditas “radicais” e do seu largo impacto junto a um público exponencial no número e na procura de produtos e mais-valias para a sua vivência do dia-a-dia. A iniciativa resulta da parceria de sponsors, media partners, entidades organizativas e onze câmaras municipais de todo o litoral Português e parte das receitas angariadas irão reverter a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro, realçando a vertente social que o projecto contempla. Para além da componente lúdica, o evento pretende contribuir para causas sociais, alertando para a resolução de problemas graves.
 

Artigo AnteriorPróximo Artigo