Santo Tirso, Sociedade

Equipa de Sapadores Florestais já integra dispositivo municipal de prevenção de incêndios – Santo Tirso

O Município de Santo Tirso já conta com uma equipa de sapadores florestais (ESF) que, a partir de agora, passará a ser designada por SF 06-113.  

Atribuída em Abril – em cerimónia presidida pelo Secretário de Estado do Desenvolvimento Rural e das Florestas na apresentação das 60 novas ESF do país – a ESF de Santo Tirso passou a integrar o dispositivo municipal a partir do dia de ontem, dia 4 de Agosto, depois de ter frequentado, na Lousã, uma acção de formação teórico-prática visando um melhor conhecimento sobre as questões da vigilância e da primeira intervenção. 

Refira-se que a criação desta equipa de cinco elementos resulta de um protocolo celebrado entre a Câmara Municipal de Santo Tirso e a Associação dos Silvicultores do Vale do Ave (ASVA) com o objectivo de dotar o Concelho de Santo Tirso de uma ESF para o exercício das seguintes funções: 

– prevenção de incêndios florestais, através de acções de silvicultura preventiva

– manutenção e beneficiação de redes de caminhos e de outras infra-estruturas florestais

– vigilância e primeira intervenção

– apoio no combate aos incêndios

– operações de rescaldo

– acções de sensibilização das populações  

O Estado concedeu apoios nas áreas da selecção, formação, equipamento e funcionamento, através de um protocolo celebrado entre a Direcção Geral dos Recursos Florestais (DGRF) e a entidade gestora desta ESF, a ASVA.. O equipamento, cedido em regime de comodato, é constituído por fardamentos de protecção individual (um específico para trabalhos silvícolas e outro para as acções de primeira intervenção e apoio ao combate), por equipamento colectivo moto-manual e manual e, ainda uma viatura pick-up 4×4 (foto), equipada com kit de primeira intervenção. 

Esta equipa de sapadores de Santo Tirso – que será suportada financeiramente pela DGRF e pela Câmara Municipal, sob a forma de subsídio no montante anual de 35.000€ e de 45.000€, respectivamente – terá um papel relevante na defesa da floresta do concelho, quer pelo trabalho de gestão de combustíveis que efectuará, quer pela prevenção e sensibilização dos proprietários florestais. 

A área de intervenção desta equipa de sapadores é o Concelho de Santo Tirso, exercendo a sua actividade silvícola conforme o definido pela ASVA e pelo Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal e conforme o disposto no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI). 

Esta equipa vem assim reforçar o dispositivo municipal existente. Recorde-se que a autarquia tem já no terreno, desde o dia 1 de Junho, quatro equipas de vigilância e primeira intervenção, três das quais no âmbito de um protocolo de colaboração com as três Associações Humanitárias dos Bombeiros do Concelho, em Motoquatro e a quarta equipa, numa viatura pick-up, é assegurada por funcionários da Câmara. O Município de Santo Tirso conta ainda com a vigilância dos jovens, em 5 pontos estratégicos do concelho, inscritos no programa de OTL (ocupação de tempos livres) do Instituto Português da Juventude. 
 

Artigo AnteriorPróximo Artigo