Cultura, Santo Tirso, Sociedade

Festas do Sanguinhedo – Santo Tirso

No Lugar da Ponte Velha, em Santo Tirso, decorrem no próximo fim-de-semana, dias 25, 26 e 27 de Julho, as conhecidas Festas do Sanguinhedo organizadas pela “Associação Amigos do Sanguinhedo”. Esta instituição sem fins lucrativos, para além da organização das festividades (pelo 17º ano consecutivo), procedeu à recuperação dos célebres moinhos do Sanguinhedo e continua a preservar a limpeza das margens do rio com o mesmo nome. A sede da AAS está, inclusive, instalada num antigo lagar de azeite que pertencia a uma antiga casa de lavoura. Estas festividades continuam a contar anualmente com o apoio da Câmara Municipal de Santo Tirso. 

As festas – que devem o seu nome ao Rio Sanguinhedo – não têm qualquer cariz religioso e pretendem dar continuidade à tradição de juntar em lazer, cantando e dançando, nas margens do rio, as gentes que vivem nesta encosta solarenga de Santo Tirso. Porque na década de cinquenta do século passado não havia luz eléctrica na zona, os seus habitantes viram-se obrigados a improvisá-la, acendendo nos beirais das casas os pavios de tigelas com gordura. 

As Festas de Sanguinhedo, sempre muito concorridas, devem muito da sua originalidade a dois motivos principais: 
 

1 – A Cascata – trata-se de uma bela cascata – construída sobre o leito do próprio rio ocupando uma área superior a 100 metros quadrados – coberta de musgo e movimentada a água e a energia eléctrica e em cuja construção quase todos os habitantes deram a sua pequena contribuição. Misturando harmoniosamente a imaginação popular com a capacidade de dar vida a bonecos de madeira podem ver-se representadas no local cenas da vida rural ou de ofícios em vias de extinção. De entre as várias figurações apresentadas salientamos o funeral do “alferes de Geão”, figura mítica e lendária que as gentes do lugar apelidaram de “espada-a-rasto”. A cascata foi inaugurada no passado dia 19 de Julho e está patente ao público até ao fim das festas. (foto em anexo) 
 

2 – A iluminação – às 22 horas do próximo sábado, dia 26 de Julho, acendem-se ao mesmo tempo milhares de luminárias/círios colocadas nas portas e janelas das muitas centenas de casas existentes no local, daí resultando um espectáculo visual de rara beleza. Cerca da meia-noite haverá fogo de artifício.

          

De resto e à semelhança de outras festas populares, as Festas de Sanguinhedo contarão com a animação diária. Assim, na sexta-feira, dia 25 de Julho, a partir das 21h30, actuará Augusto canário e seus Amigos (cantares ao desafio). No sábado, dia 26, actuarão “Costinha e Bailarinas” (21h30), “Zézé Fernandes e a sua Banda” às 22h30, havendo fogo de artifício às 24 horas. No domingo, dia 27, último dia das festividades haverá música popular e tradicional com os “Cantares do Sanguinhedo”. 

Artigo AnteriorPróximo Artigo