Arouca, Cultura

A arte de ensinar o bordado – Arouca

Teresinha Duarte ensina a bordar há cerca de 50 anos, com arte e com afecto. Das suas mãos e das suas 16 alunas surgiram os trabalhos que agora estão expostos na Biblioteca Municipal. Até 31 de Julho, há trabalhos de várias gerações, unidas pelo amor ao artesanato, mas também pela dedicação e pelos afectos.
 
Maria Teresa Ribeiro Pereira Duarte nasceu a 27 de Maio de 1939, em Lamego. A “Teresinha Valdemar”, como é vulgarmente conhecida, não nasceu em Arouca, mas é natural de Arouca de coração, estando a residir no nosso concelho há 48 anos, desde os 21 anos de idade.
 
O seu percurso profissional foi feito sempre em torno do artesanato e dos bordados, tendo aos 13 anos tirado o 1.º Curso de Bordado à Máquina, em Lamego.
Aos 16 anos, a pedido da extinta Oliva, mudou-se para São João da Madeira, para ocupar o cargo de professora de Bordado à Máquina, sendo a mais nova naquela empresa.
 
Aos 20 anos, o seu percurso de vida cruzou-se com Arouca, com a oportunidade de vir leccionar o Curso de Bordado à Máquina, a pedido da antiga Casa Fontes. Desde então que tomou Arouca como sua terra, tendo casado com o Sr. Valdemar aos 21 anos de idade.
 
Desde então tem dedicado a sua vida ao ensino dos bordados, especialmente às crianças, pelas quais nutre especial amor e dedicação, tendo já passado pelas suas mãos algumas gerações, sendo frequente ensinar simultaneamente a avós, filhas e a netas.
 
No que diz respeito às técnicas e aos materiais usados, Teresinha diz saber bordar “todos os pontos regionais, do Minho ao Algarve”, conferindo originalidade e inovação aos seus trabalhos, através da sua capacidade criativa, da conjugação de cores e motivos, da alteração de modelos e da inclusão de inusitados materiais como a madeira e as cascas de castanha, apesar de ter o linho e a estopa como materiais preferenciais.
 
Teresinha possui a verdadeira vocação aos bordados e ao artesanato, mas sobretudo ao ensino dos mais novos, sendo que estes também nutrem por ela igual e merecido amor.
 
Têm os seus trabalhos expostos as alunas:
 
Joana Santos (8 anos)
Joana Pinho Noites (11 anos)
Maria Peres (10 anos)
Conceição Santos
Natalina Alves
Vera Silva
Maria Isabel Brandão
Ana Cláudia da Costa Soares
Ilda Ribeiro
Mila Teixeira
Maria Conceição Gomes
Isabel Pinho
Célia de Pinho Noites
Ana Lúcia Santos
Laura Alves
Maria da Luz Peres

Artigo AnteriorPróximo Artigo