Sociedade

Os maiores especialistas do mundo em trilobites visitam o geoparque arouca

No âmbito do 4º Congresso Mundial de Trilobites – TRILO ‘08, a decorrer em Toledo (Espanha), 47 dos maiores especialistas do mundo no estudo destes artrópodes fósseis deslocam-se a Arouca, de 16 a 18 de Junho, para ver e estudar as trilobites gigantes de Canelas. A jazida fossilífera da “Pedreira do Valério”, reconhecida internacionalmente pelo seu enorme valor científico que advêm do gigantismo e da excepcional preservação dos fósseis aí encontrados, tem atraído cada vez mais as atenções de cientistas de renome internacional. Entre os que agora se deslocam a Arouca, provenientes de 15 países, encontram-se os mais conhecidos e famosos entre a comunidade paleontológica mundial, entre os quais Richard Fortey, Euan Clarkson, Alan Owen, David Holloway, Brian Chatterton, Juan Carlos Gutiérrez-Marco, Petr Budil e Helije Parnaste. 
 
Esta excursão científica compreenderá ainda, no dia 17 às 17:30h, uma recepção oficial na Câmara Municipal de Arouca, à qual se seguirá a inauguração de um monumento às trilobites, implantado numa das rotundas da vila, e da exposição “Trilobites & Arte”, que reúne trabalhos da autoria dos artistas Carlos Dias (Porto) e Radko Šarič (República Checa), a qual estará patente ao público no Posto de Turismo de Arouca até ao dia 15 de Julho. 
 
Estas iniciativas inserem-se ainda no amplo programa de actividades a desenvolver pela Câmara Municipal de Arouca, enquanto membro da Comissão de Representantes do Comité Nacional para as Comemorações do Ano Internacional do Planeta Terra, razão pela qual esta iniciativa contará com a presença do Presidente da Comissão Nacional da UNESCO. Por fim, este grupo de cientistas irá visitar alguns dos locais mais emblemáticos do Geoparque Arouca, para que desta forma possam dar testemunho da importância e singularidade do Património Geológico desta região, no momento em que se ultima a elaboração do dossier de candidatura do Geoparque Arouca às redes Europeia e Global de Geoparques da UNESCO.

Artigo AnteriorPróximo Artigo