Arouca, Educação

Rio Arda é tema de palestra em Escariz – Arouca

A Escola Básica 2/3 de Escariz, no concelho de Arouca, recebeu esta quinta-feira uma palestra enquadrada no programa de educação ambiental, promovido pela Águas do Douro e Paiva.

“Rio Arda: obrigatório conhecer, urgente proteger” é o tema da sessão, marcada para as 20:30, que pretende “envolver alunos, pais, professores e funcionários da escola, assim como os cidadãos no desenvolvimento deste projecto escolar e na sensibilização para a necessidade de se proteger o bem mais precioso que temos, a água”, refere fonte da organização.

O O Programa Integrado de Educação Ambiental vai abranger até final do próximo ano lectivo mais de 1.900 alunos de 15 escolas do primeiro e segundo ciclo.

Cada um dos estabelecimentos de ensino recebe 1.000 euros para a aquisição do material necessário à execução do projecto que apresentaram, além de dois computadores e manuais escolares com novos conteúdos relacionados com a diversidade e preservação dos ecossistemas ribeirinhos.

O programa, subordinado ao tema “A água e os nossos rios”, tem como principal objectivo o reforço das competências pedagógicas e científicas dos professores do primeiro e segundo ciclo do ensino básico, de forma a induzir mudanças de comportamento na comunidade escolar que visem a preservação da água e dos ecossistemas ribeirinhos.

A quarta edição deste programa, que tem como principal novidade o facto de se estender por dois anos lectivos, recebeu 51 candidaturas provenientes de escolas da área do Grande Porto e Vale do Sousa, das quais foram seleccionados os 15 vencedores.

Este programa envolve os ecossistemas dos rios Douro, Paiva, Sousa, Ferro, Vizela, Ferreira e Tâmega, tendo as escolas da região sido convidadas a apresentar projectos a serem desenvolvidos por alunos e professores.

A Águas do Douro e Paiva é a concessionária, até 2026, do sistema multimunicipal de abastecimento de água à área sul do Grande Porto.

A maioria do capital da empresa pertence à Águas de Portugal, que possui 51 por cento, sendo o município do Porto o segundo maior accionista, com 14,33 por cento.

Artigo AnteriorPróximo Artigo