Matosinhos, Sociedade

Observatório Social de Matosinhos

No dia 4 de Junho, foi apresentado pelo Presidente da Câmara, Dr. Guilherme Pinto, o Observatório Social do Concelho de Matosinhos.

A iniciativa acolheu um vasto número de instituições dos mais variantes quadrantes sociais, bem como demais interessados que, atentamente, assistiram à exposição das principais linhas deste observatório social do Concelho.

Em Matosinhos, o Diagnóstico Social do Concelho, bem como a dinâmica gerada pela Rede Social, desencadearam a necessidade de um conhecimento actualizado e abrangente da realidade local como fundamento para a própria actuação das instituições e para uma intervenção social planeada, capaz de intervir nas causas dos problemas e de actuar, não única e exclusivamente numa perspectiva de resolução dos problemas existentes mas, cada vez mais, numa óptica de prevenção.

Dispor da informação necessária para a realização de um diagnóstico do concelho nas diferentes áreas sociais e que permita detectar precocemente a emergência de novos problemas sociais e definir linhas de actuação estratégica constitui, por isso, o grande objectivo deste observatório social hoje apresentado numa mesa onde estiveram, presentes para além do Presidente da autarquia, a Vereadora da Acção Social e Saúde, Dra. Luísa Salgueiro e a Dra. Ana Cardoso, do Centro de Estudos para a intervenção social.

O Observatório Social do Concelho inclui, entre outras, informações sobre demografia, família, habitação, desemprego, educação, segurança social, saúde e situações de risco, bem como faz o retrato das respostas sociais existentes no Concelho, desenvolvendo uma caracterização geral das instituições, programas e medidas, assim como a sua implementação ao nível local.

Das principais conclusões deste estudo, destaca-se a necessidade de reconverter os ATL’s em creches, dada a diminuição da procura deste tipo de espaços desde a entrada em funcionamento da escola a tempo inteiro.

A oferta de creches em Matosinhos é, ainda, muito deficitária, sendo inferior a 50% das necessidades, abrangendo apenas 856 crianças.

O documento revela, ainda, que o número de pessoas desempregadas, inscritas no Centro de Emprego de Matosinhos em 2007, era de 7.226, a maioria das quais (54.4 %) mulheres, o que face a 2003 (quando existiam 9.040 desempregados inscritos) resulta num decréscimo de cerca de 20 % da população desempregada.

A faixa etária situada entre os 35 e os 54 anos é aquela que regista um maior número de desmpregados, seguindo-se a faixa dos mais de 55 anos (23.3 %).

No capítulo da Segurança Social, o documento refere que existiam no Concelho, em 2006, 40.585 pensionistas, o que corresponde a um aumento de 42%, relativamente a 1991.

São, assim, inúmeros os dados revelados por este grande instrumento de trabalho que constitui, indubitavelmente, uma mais valia na obtenção de respostas adequadas à intervenção social em Matosinhos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo