Sociedade, Vale de Cambra

Novo CAT nos horizontes da Santa Casa da Misericórdia – Vale de Cambra

A construção de um novo Centro de Acolhimento Temporário (CAT) “é uma necessidade sentida há muito no distrito de Aveiro”, afirmou à EDV Informação o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vale de Cambra (SCMVC), Pina Marques.

“O novo equipamento a nascer em Vale de Cambra – tal como o CAT S. Gonçalo – será destinado às crianças de todos os concelhos do distrito”, disse o provedor, adiantando que o projecto da SCMVC está a ser acompanhado pelos serviços da Segurança Social.

Segundo o responsável, a construção da infra-estrutura destinada a cerca de 20 crianças dependerá de “uma candidatura e de apoio financeiro considerável que rondará os 600 mil euros”.

Um dos problemas que se colocam à realização do projecto tem a ver com os recursos financeiros disponibilizados pela administração central.

“A comparticipação de 75 por cento que se aponta nestas circunstâncias parece-me escassa”, referiu.

Pina Marques sublinhou que a acção dos centros de acolhimento temporário “nem sempre é reconhecida” e que, no caso da instituição de Vale de Cambra, “há um grave défice acumulado ao longo dos anos”.

“As entidades oficiais devem estar sensibilizadas para o papel deste tipo de equipamentos. Já demos conta disso mesmo numa exposição entregue ao Presidente da República”, frisou.

“Compete ao Estado em primeira estância cuidar das crianças. Claro que a vocação de serviço social está no nosso âmbito, mas precisamos de ter apoios para manter estes serviços a funcionar e conseguirmos avançar para novos projectos”, concluiu.

O edifício será construído próximo da creche da SCMVC em S. Pedro de Castelões, a freguesia onde se localiza actualmente o CAT S. Gonçalo.

Neste espaço em Coelhosa são acolhidas crianças (entre os zero e os seis anos) desprovidas de meio familiar normal.

O centro – com capacidade para 30 utentes – alberga crianças oriundas de todo o distrito de Aveiro.

Artigo AnteriorPróximo Artigo