Arouca, Cultura

Livro de Miguel Miranda relembra os tempos do volfrâmio – Arouca

“O Rei do Volfrâmio”, quinto romance do médico e escritor Miguel Miranda, foi motivo para uma sessão de lançamento, que decorreu na Biblioteca Municipal, na noite de 23 de Abril. O professor e historiador arouquense António Vilar, autor de uma tese sobre a exploração do volfrâmio em Arouca, apresentou o livro, tendo estado ainda presentes o presidente da Assembleia Municipal e o vice-presidente da Câmara  Municipal. 

O público acorreu em bom número a esta sessão de apresentação, que se desenrolou sempre com muito humor, invocando o imaginário dos tempos da Segunda Guerra Mundial, sem esquecer a vida quotidiana do povo português.

Miguel Miranda é médico, chefe de serviço de Medicina Geral e Familiar. É autor de vários romances, contos, policiais e livros infanto-juvenis. Recebeu o grande prémio do Conto APE pelo livro “Contos à Moda do Porto” (1996); o Prémio Caminho de Literatura Policial pelo livro “O Estranho Caso do Cadáver Sorridente” (1997); o Prémio Fialho de Almeida pelo livro “A Maldição do Louva-a-Deus” (2001).

Está traduzido em Itália e representado em diversas colectâneas de contos. Entre outros, publicou os romances “Bailado de Sombras”, “Livrai-Nos do Mal”, “Dois Urubus Pregados no Céu”, e os livros de contos “A Mulher Que Usava o Gato Enrolado ao Pescoço” e “Como Se Fosse o Último”. “O Rei do Volfrâmio” é o seu quinto romance, seguindo-se a “O Silêncio das Carpideiras”, também editado pelas Publicações Dom Quixote.

Artigo AnteriorPróximo Artigo