Cultura, Póvoa de Varzim

Retrospectiva das Comemorações dos 250 Anos da Igreja Matriz

Foi inaugurada, no passado sábado, dia 15, a exposição “Matriz 250 anos – Um Olhar sobre as Comemorações”.

Como o próprio nome indica, esta exposição recorda, através de imagens e documentos, a Comemoração dos 250 anos da Igreja Matriz da Póvoa de Varzim, que se estendeu entre 6 de Janeiro de 2007 e 6 de Janeiro de 2008.

Marcando o arranque da Semana Santa na Póvoa de Varzim, a exposição foi antecedida de uma breve sessão de esclarecimento no Salão Paroquial, onde foram recordados os vários momentos do programa comemorativo, como o restauro e inauguração da Tribuna da Igreja, a Majestosa Procissão, que recriou, com grande fidelidade, aquela que saiu à rua para assinalar a inauguração da Igreja Matriz em 1757, o ciclo de conferências, as palestras e exposições, o almoço de encerramento e ainda a inauguração das portas de bronze que agora dão um novo brilho à fachada da Matriz. Todos estes momentos deram origem a um livro, que foi apresentado durante esta sessão pelo Cónego José Paulo Abreu.

Seguiu-se então a visita guiada à exposição, patente na Casa Matos, adjacente à Igreja Matriz, edifício que foi também restaurado no âmbito das comemorações. O escultor Rui Anahory, autor das portas de bronze, marcou presença no evento e elucidou os muitos presentes sobre o processo criativo e de fabrico das portas. Entre os documentos e imagens expostas, destaque ainda para a Bênção Papal dirigida à comunidade por parte do Papa Bento XVI.

Recordado foi também o Padre Manuel Fonte, Pároco da Matriz recentemente falecido, cuja homenagem na exposição se faz através de um quadro que o retrata juntamente com o Padre Torres, também Pároco da Matriz. Uma homenagem justa já que são estas as duas grandes personalidades por detrás das comemorações.

A exposição estará patente aproximadamente um mês, também para permitir que os alunos das várias escolas, que nesta altura gozam um período de férias, a possam visitar. O horário de abertura da mostra acompanha o programa da Semana Santa. Finda esta, a visita à exposição é feita por marcação.

À semelhança de todo o programa comemorativo dos 250 Anos da Matriz, esta exposição foi organizada pela Paróquia da Matriz, com o apoio da Câmara Municipal. 

Artigo AnteriorPróximo Artigo